Gênero
Laelia. Descrição: Gen. Sp. Orchid. Pl.: 115 (1831). Lindley, 1836
Família:
Orchidaceae
Seção:
Podolaelia Schlechter
Espécies:
20 (vinte)
O nome
Anceps tem o significado de duplo, dois gumes, duas arestas, duas cabeças ou, ainda, que se volta para dois lados. Neste caso se refere à característica da bráctea floral e do pseudobulbo (nervurado nos dois lados opostos). Pode significar também ambíguo.
Ocorrência
Planta tropical, de hábito epífito e litófito, encontrada no México, na América Central, notadamente Honduras e Guatemala.
Costuma vegetar em altitudes que variam de 500ms a 1.500ms, sendo encontrada como epífita, em plantações de café, em carvalhos e em pinheiros. Como litófita, é encontrada em rochas, em locais com boa umidade.
Pesquisas recentes, com base em informações de DNA, mostram que esta espécie faz parte do grupo das verdadeiras laelias.
Aspecto vegetativo
Planta, normalmente unifoliada, apresentando muito raramente duas folhas no mesmo pseudobulbo. Folha apical, oblonga-lanceolada, que sai de um pseudobulbo.
Flor
A floração emerge do pseudobulbo, em hastes que podem chegar a cerca de 2 metros de comprimento, apresentando de duas a seis flores no seu topo.
Formato estrelar, como se pode ver das fotos aqui apresentadas.
Variações: tipo, alba, semi-alba, coerulea, lineata, delicata, dawsonii, barkerriana, chamberlainiana, roeblingiana, hillii, veitchiana, vestalis, williamsianum.
No Brasil, a floração ocorre nos meses de abril, maio e junho.
Perfume
As suas flores apresentam suave perfume.
Pragas e doenças
Como as demais orquídeas, são sujeitas ao ataque de cochonilhas e de pulgões, podendo o combate, preventivo, ser feito com óleo de neem e citronela, mediante pulverizações periódicas.
Cultivo
Deve ser cultivada com bastante luz indireta, sendo recomendado o sombrite de 50%. A umidade relativa do ar deve ficar entre 60% e 80%. No seu habitat natural, está acostumada a uma variação de temperatura de cerca de 8 a 10ºC do dia para a noite.
Pode ser cultivada em vasos de barro ou de plástico, desenvolvendo-se bem em cascas de árvores aceitando bem uma mistura de casca de pinus, carvão vegetal e brita de tamanho pequeno. O substrato só deve ser trocado quando a planta não mais couber no vaso. Como todas as laelias, detesta ser reenvasada, pois o seu sistema radicular demora a se refazer e, normalmente, este procedimento significa um ano sem floração. Prefere ficar com o rizoma um pouco acima do substrato e com algumas raízes por fora, envolvendo o vaso. Exige aproximadamente 3 cm de dreno no fundo do vaso.
A adubação pode ser química ou orgânica, sendo bem aceitável a utilização das duas modalidades de forma intercalada, diminuindo as doses no inverno. A rega deve ser controlada, pois a Laelia anceps não gosta de muita umidade no substrato que faz apodrecer as suas raízes e afeta o seu rizoma.
Híbridos
Dada o comprimento da sua haste floral e a forma de suas flores, a Laelia anceps é muito utilizada na hibridação, sendo cruzadas, na maioria das vezes, com Cattleyas e com outras Laelias, inclusive com as brasileiras, que hoje em dia formam outro grupo.
Do seu cruzamento com a Slc. Helen Veliz nasceu a Slc. Coastal Sunrise, destacando-se os clones 'Lemmon Chiffon', que recebeu um HCC da AOS e o 'HBO' S#20' (vide fotos abaixo).
Alguns dos inúmeros híbridos de Laelia anceps podem ser citados: Lc. Zacatecas (C. guttata), Lc. Interceps (C. intermedia), Lc. Daisy (C. mossiae), L. Ancibarina (L. cinnabarina), L. Lookalike (L. gouldiana),
L. Amoena (L. pumila), L. Edissa (L. purpurata), L. Canariensis (L. harpophylla), Lc. Sensational Value (C. Chocolate Drop), etc.
Premiações
Diversos clones de Laelia anceps têm sido premiados pelo mundo afora, contando com 2 FCC/AOS, 23 AM/AOS e 26 HCC/AOS, destacando-se os clones 'San Bar Gloriosa', 'Rio Verde' (na variedade dawsonii), 'Tierra Del Fuego', 'Queen of Valley', 'Déjà Vu', 'Blueberry' (na variedade veitchiana), 'SanBar Guerrero', 'SanBar Marble King', 'SanBar Super Splash' e 'Melana' (na variedade coerulea).
Referências de consulta

Laelia anceps 'Andorinhas' (***)
  Laelia anceps 'SanBar Gloriosa', FCC/AOS (*)
Laelia anceps 'SanBar Guerrero', AM/AOS (*)
Laelia anceps var. veitchiana (*)
Laelia anceps var. alba (*)
 Slc. Coastal Sunrise, 'Lemon Chiffon', HCC/AOS (**)
 Slc. Coastal Sunrise, 'HBO'S#20'. (**)


(***) Foto Carlos Keller, cultivo Fernando Setembrino

(**) Fotos obtidas, na Internet, sem qualquer restrição, no site www.hborchids.com/coolbloom.htm


(*) Fotos obtidas, na Internet, sem qualquer restrição, no site http://www.sborchid.com da Santa Barbara Orchid Estate

Planta do alto: foto e cultivo de Fernando Setembrino.

Proibida a reprodução de qualquer elemento da página (texto, fotos, lay-out) sem a autorização expressa, por escrito, do(s) autor(es)