Houlletia Brongn. 1841
Subfamília Epidendroideae
Tribo Gongoreae
Subtribo Stanhopeinae


 
No Brasil, o gênero comporta somente duas espécies, a da foto, Houlletia brocklehurstiana, que é encontrada nas regiões altas da Serra do Mar e a H. juruensis que habita as pequenas matas de brejo nas cabeceiras do rio Juruena, no Mato Grosso.
A H. brocklehurstiana pode ser vista, com freqüência, em altitudes de 600 m, na Floresta da Tijuca onde sobressaem pela imponência de suas folhas e robustez de seus pseudobulbos. São terrestres, prefoliação duplicativa, inflorescência basal e habitam barrancos onde suas raízes se misturam ao barro vermelho e grande quantidade de detritos vegetais. Preferem locais sombrios com atmosfera saturada de umidade.
Seu cultivo não é difícil, sendo, entretanto, indispensável reproduzir as condições de seu habitat. Tanto em cativeiro como na natureza a floração – março/abril - não é constante, não se repetindo, necessariamente, a cada ano. A da foto foi a primeira após 4 anos de cultivo. A haste floral é curta para o tamanho da planta com até de 8 flores de 8cm de diâmetro por haste.

Texto e cultivo de Paulo Damaso Perez. Foto de Iren Dietrich.