EXPOSIÇÃO DE ORQUIDEAS NA EUROPA

Sandra Altemburg Odebretch

Há vários anos participo de exposições de orquídeas em vários lugares da Europa. Na verdade eu não participo com um estande individual próprio, mas divido o espaço com um amigo alemão que não fala outra língua além do Alemão. Eu sirvo de intérprete para ele e auxilio nas vendas e em troca eu coloco minhas plantas à venda. As exposições são geralmente em cidades situadas ao norte da França ou no Jardim Botânico da Bélgica. Eu não levo plantas floridas, pois as mesmas costumam ficar até 5 dias no escuro e isto prejudica a floração. Da última vez que fomos os estandes estavam ruins e só eu me incomodei em colocar nome nas plantas. Uma vez que não haveria julgamento das plantas expostas ninguém se preocupou em identificá-las. Na Europa os produtores não pagam para colocar as plantas. Em alguns lugares podem vir a receber até 2 Euros por plantas. Expositores e vendedores são tratados como iguais, pois eles entendem que sem um ou sem o outro a exposição não acontece. As senhoras da associação orquidófila local se revezam no preparo de lanches que são servidos continuamente aos participantes. No Jardim Botânico na Bélgica não existe um local apropriado para a exposição. Os expositores são dispostos em pequenos nichos improvisados ao longo das aléias. O público vai caminhando e observando as plantas expostas. Em outras vezes, fizemos a exposição no interior do herbário ou nos locais reservados para colocar as plantas no inverno. Os orquidários europeus tem toda uma tecnologia que permite que o teto se abre ou se fecha de acordo com o grau de luminosidade apresentada.
Em seguida à essas palavras a Sandra começou a exibição de fotos dos eventos nos quais participou.

transcrição de Maria Aparecida Loures (Cida)